“COPA DA CONSCIÊNCIA” e o exemplo japonês: os Sensos do “5S” na veia!

  • por
A Copa do Mundo de Futebol oferece, além do espetáculo do esporte, uma rara e muito interessante oportunidade para a observação e integração de Seres Humanos que vivem nesse pequeno planeta redondo.
E uma das curiosidades se refere à maneira que os povos vivem em suas localidades, seus hábitos e a forma como interagem entre si e com o meio ambiente.

Essas interações indicam o grau de relacionamento e respeito com seus próximos (do mesmo país) e nesse momento da história incluo esses dois graus também com o meio ambiente (suas casas, quarteirões, bairros, cidades, estados e país).

Dentro desse escopo, ganhou destaque uma notícia, que segue logo abaixo.
Porém, antes, é preciso destacar alguns pontos sobre o Japão:
Esse povo mora numa ilha cujo território ocupa a 61a. posição em área ocupada, com 377.944 km quadrados foi totalmente derrotado em 1945, quando se rendeu ao EUA.

Somente por comparação, essa extensão é 22,5 X menor que o Brasil e 50% maior que o estado de São Paulo.
E de forma trágica, como sabemos…
Ficando destruída em todos os sentidos: fisicamente, economicamente, socialmente e  principalmente em sua auto-estima.
Sabe aquela sensação que vivemos quando a seleção brasileira sai de uma Copa do Mundo?
Pois expanda isso por um milhão e sentirá o que aqui lhe conto.

Depois que capitulou, formou-se uma força-tarefa que incluiu, além dos dirigentes do país, outros participantes da sociedade local e internacional.

Dentre esses internacionais destaco Juran e Deming, conhecidos como os Papas da Qualidade.
E um dos pontos de base foi a adoção do Ciclo PDCA como instrumento de guia. E pelo qual, toda a sociedade japonesa (do dirigente maior até o mais humilde cidadão) foi instruído a entender e praticar, dia e noite.

Alguns anos depois, surgiu, como parte desse trabalho unido, uma filosofia composta de apenas cinco sensos, que se tornou popularmente conhecida como a filosofia dos “5S”.
Que são os Cinco Sensos da Qualidade: 
SEIRI, SEITON SEISO, SEIKETSU e SHITSUKE.

São tão simples, mas tão simples, que assim como o Ciclo PDCA, requerem uma permanente e atenta sensibilidade para sua vivência.

Pois os japoneses, entendendo que precisariam reiniciar do zero seu país (que maravilhosa oportunidade e gigante humildade, concorda?) adotaram esses dois instrumentos e mais alguns e em apenas 35 anos tornaram-no uma das maiores economias sociais do planeta.

Nessa filosofia, tudo começa dentro do Ser Empresa.

Uma vez assimilado por todos, do diretor ao porteiro, naturalmente avança para dentro das casas e das famílias dos colaboradores.
E assim, similar como quando você joga uma pedra num lago e cria ondas concêntricas, isso vai atingir outras casas e famílias ao redor, os bairros, as cidades e todo o país.
E essas ondas continuam a se expandir…
Como o que aconteceu e segue abaixo, para sua leitura e reflexão:

Torcedores do Japão dão show de educação e limpam estádio após jogo
A derrota para a Costa do Marfim, por 2 a 1, na estreia da Copa do Mundo de 2014, neste último sábado, não deixou os torcedores japoneses contentes. Apesar disso, a torcida nipônica deu um show de educação e civilidade após o apito final na Arena Pernambuco, no Recife: alguns ajudaram a coletar e ensacar o lixo produzido por eles durante a festa nas arquibancadas.

Pois é isso!

É exatamente isso que precisamos praticar: a filosofia dos “5S”.

Que tal começar agora?

Entre em contato e vamos conversar… sempre é momento de se buscar adotar essa importante e necessária postura, caso queiramos viver e deixar um legado para nossos descendentes e rumo ao #TOPBrazil.

Welcome to “COPA DA CONSCIÊNCIA”
#itisMOREthan20cents

Shine Your Nature!

#shineyournature

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *